Casa das Quintas, a casa da família que se transformou na casa de todos!

Nada mais agradável do que sair para viajar e se hospedar num sítio acolhedor, familiar, agradável e ainda ser rececionado com simpatia e alegria. Assim é a Casa das Quintas, uma habitação originariamente familiar, que se transformou num alojamento local de arquitetura tradicional transmontana, que foi cuidadosamente restaurada dando origem a 4 quartos e dois apartamentos T1 e T3, equipados com todas as comodidades, proporcionando um elevado nível de conforto e privacidade.

A “Casa” situa-se nas Quintas das Quebradas, uma aldeia tipicamente transmontana do Douro Superior, junto ao Parque Natural do Douro Internacional, no concelho de Mogadouro, entre os vales do Sabor e Douro, onde a paisagem se vai enrugando de norte para sul e o clima se vai tornando mais ameno e onde surgem as oliveiras, amendoeiras, sobreiros, tão característicos dos climas do sul.

“O meu pai cresceu nessa aldeia e cá temos lembranças de momentos muito felizes. Foi aqui que o meu pai, o escultor Manuel Barroco, começou a fazer os primeiros desenhos dele. Eu e a minha família estamos ligados às artes, mas sempre gostei de lidar com o publico. Por isso, em 2003 começamos as obras na casa e desde 2004 que estou cá a viver com o meu pai, atendendo os nossos hóspedes como se fossem da nossa própria família”, contou a proprietária da casa, Ana Barroco.

A Casa das Quintas tem uma localização privilegiada e proporciona aos hóspedes uma excelente alternativa turística para a prática de atividades em permanente contacto com a natureza no seu estado mais puro. “No inverno, tem um clima rigoroso, continental, um frio que gela. Nesta estação do ano, as árvores ficam ‘emolduradas’ de branco porque são frequentes as geadas e os nevões. Nos meses de abril e maio, os montes ficam floridos de mil cores e o turista pode desfrutar de uma paisagem belíssima com as amendoeiras em flor. Já no verão há um calor tórrido, típico dos climas continentais, que seca a vegetação, deixando tudo amarelo. O povo costuma dizer: ‘nove meses de inverno e três de inferno’! Mas, apesar do calor forte, em noites de lua cheia, as pessoas aproveitam para navegar de caiaque nas águas do Douro e apreciar a lua. Com certeza, esse é um dos passeios que os hóspedes mais gostam”, revelou Ana Barroco.

Os moradores da Aldeia são parceiros e é possível fazer um pacote de dormida, refeição e atividades, como uma visita guiada a igrejas com valor histórico, às caves de vinho, visitar os monumentos da cidade, fazer passeios de barco e/ou caiaque no Rio Douro ou ainda fazer percursos terrestres. Também é possível aprender a fazer queijo da serra, mel ou simplesmente sair para comer na Vila, que fica a dez minutos da Casa das Quintas e saborear umas tasquinhas, a posta mirandesa, os enchidos regionais, bons pratos de bacalhau na brasa ou carne à mirandesa, que é típica da região, com cogumelos selvagens.

Os hóspedes aproveitam o pequeno-almoço da Casa das Quintas respirando ar puro, com tranquilidade e, na altura do verão, são oferecidas refeições ligeiras à beira da piscina, como sandes de pão regional, salteado de cogumelos e presunto, saladinha de polvo, alheiras, tábua de enchidos e queijos, bolo ou torta caseira, entre outras opções, acompanhadas por um vinho do Douro ou sumos naturais. “O hóspede pode escolher se quer saborear no alpendre da piscina, na sala de refeições ou levar uma cesta para um piquenique no campo. Queremos que os nossos hóspedes aliviem a cabeça do stress diário e, por isso, fazemos o máximo para que se sintam confortáveis. Queremos que, ao nos visitar, eles se sintam em casa”, explicou a proprietária.

Os alojamentos estão divididos e nomeados, como a Casa do Guarda Jóias e a Casa do Largo, tipicamente transmontana em xisto, com varandas e alpendre em madeira, aquecimento central, ar condicionado, utensílios de cozinha, caso de banho privativa, sala de estar com salamandra (fornecimento de lareira), mas, há também a Suíte com lareira, que fica numa casa independente. No espaço de acesso aos quartos, os hóspedes podem usufruir de chá, café e biscoitos, além dos espaços ajardinados, da piscina, do bar, da sala de televisão numa zona de estar com lareira. Para finalizar, há ainda a Casa Principal, datada da década de 40, constituída por três quartos duplos com casa de banho privativa, aquecimento central e televisão própria para famílias.

“Se a sua opção é descansar, respirar ar puro, passear no espaço rural e passar momentos agradáveis num alojamento com gostinho de casa de família no planalto mirandês, então, seja muito bem-vindo à Casa das Quintas. A casa é vossa! Estamos cá, aguardando por vós, com muita alegria”, concluiu Ana Barroco.

SERVIÇO:

CASA DAS QUINTAS Hotel

MORADA : Rua da Escola 4, Quinta das Quebradas, Bragança, Portugal

52000-150 Mogadouro

www.casadasquintas.com

reservas.casadasquintas@gmail.com

Instagram:  @casadasquintas

Tel: +351 279 599 435 / + 351 966 776 015

Distância: 442km de Lisboa e 210km do Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *