Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

Nossa Senhora Aparecida é a padroeira do Brasil, e milhões de pessoas têm conseguido inúmeras bênçãos da Virgem. Uma dessas pessoas abençoadas por Nossa Senhora Aparecida é a Sónia Aparecida Almeida, de 56 anos.

Em entrevista à Networking Business Magazine, a Sónia nos relatou algumas das bençãos milagrosas que recebeu de Nossa Senhora Aparecida. Ela nos conta que o primeiro milagre de Nossa Senhora aconteceu quando ela nasceu em Cianorte, uma pequena  cidade do interior do Paraná,Brasil. “Meu nascimento foi assistido por uma parteira em casa porque na cidade não havia hospital. Após horas em trabalho de parto minha mãe, Apparecida Andrian Almeida, não tinha mais forças, e segundo a parteira, minha mãe e eu corríamos risco de vida. As dificuldades de acesso e a distância do hospital deixaram meu pai, Abelardo Almeida da Silva, muito aflito. Ele, então, recorreu à intercessão de Nossa Senhora Aparecida pedindo a Ela que salvasse a mim e a minha mãe e,  prometeu dar-me o nome da virgem e levar-me para fazer minha primeira Eucaristia na Basílica de Aparecida. Minutos depois, eu nasci com saúde, minha mãe ficou bem e meu pai muito feliz. Conforme a promessa do meu pai, fui registada como Sónia Aparecida em homenagem a Nossa Senhora, e aos 13 anos percorri os 975 Km da minha casa até Aparecida para fazer a minha Primeira Eucaristia, pagando assim a promessa do meu pai”, conta Sónia.

O segundo milagre ocorreu em 1996 quando Sónia Aparecida já estava com nove anos de casada. Como a maioria das mulheres, Sónia Aparecida queria muito ser mãe, mas a gravidez não acontecia, o que a fez realizar inúmeros exames e tratamentos para engravidar, embora ouvisse dos médicos que dificilmente ela seria mãe, em razão de ter uma grave deficiência na tireoide, porém, em agosto daquele ano,  Sónia recebeu a melhor notícia da vida : Ela estava grávida!

Sónia relembra que, quatro meses depois, os exames diagnosticaram dois cistos no sistema nervoso central do bebé, comprometendo regiões vitais do seu cérebro, e isso poderia ocasionar várias síndromes como surdez, cegueira, até mesmo a morte do nené e risco de vida para ela. Na ocasião, os médicos pediram que fosse considerada a opção de abortar o bebé, mas os futuros pais não aceitaram, em hipótese alguma, essa possibilidade, respondendo ao médico que o aborto estava fora de questão.

Foram tempos de grande tensão já que, por vários, dias o nené deixou de se mexer dentro da barriga exigindo que Sónia fizesse exames diários para monitorar se a criança estava viva. “Fomos rezar no Santuário de Aparecida, e ao chegar lá o bebé voltou a se mexer. Senti uma moção de Nossa Senhora pedindo que eu desse ao nené meu melhor. Mesmo sofrendo, prometi a Ela que daria a ele minhas preces e alegria. Que se ele nascesse com vida o levaria para ser batizado no santuário de Aparecida. À noite sonhei com Nossa Senhora e Ela pedia-me para repetir os exames e ao refazê-los os cistos haviam desaparecido. Lembro que a médica então me disse: Agradeça, Deus te concedeu um milagre!  Para  a medicina não há explicação para o desaparecimento dos cistos”, conta Sónia emocionada.

Sónia e o esposo António seguiram em oração e o bebé nasceu em abril de 97. Pedro Gabriel veio ao mundo cheio de saúde para a Glória de Deus, e assim que foi possível, os pais o levaram para ser batizado no Santuário de Aparecida conforme Sónia havia prometido à Nossa Senhora Aparecida. “Hoje nosso Pedro Gabriel está com 24 anos e é um jovem bonito, saudável e feliz, finaliza a orgulhosa mamã!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *