Paulo Azevedo

“Não há impossíveis. Se eu consegui, tu também consegues.”

Título do livro de Paulo Azevedo

Uma vida que inspira vidas. Símbolo vivo de superação e resiliência, Paulo Azevedo é hoje um orador de sucesso em palestras motivacionais por todo o país. Veio ao mundo com a missão de despertar consciências, porque mais do que nunca, o ser humano necessita de despertar. Transformar. Mudar. Aceitar. Acreditar. Todos nós somos os agentes transformadores do futuro e o futuro depende de nós.

Este é o meu testemunho pessoal, retirando da minha memória a conversa que tive com o Paulo Azevedo, após ter assistido, há alguns anos, a uma das suas palestras. Hoje escrevo este artigo, com um orgulho no coração, por haver heróis no mundo, ou se não é um herói, é porque ainda não está definido no dicionário a palavra correta para descrever tamanha imensidão de Ser Humano.

Tudo se torna pequeno, perante a grandeza da história de vida de Paulo Azevedo.

Confesso que no início chocou-me, vê-lo sentado em cima de uma mesa, onde retirou as pernas, colocando as suas próteses ao seu lado e iniciando a sua palestra, sem pernas nem braços, mas a abraçar todos com o seu olhar onde o horizonte é o seu limite. Sim, porque esta é uma história sem limites. Sem impossíveis. Hoje, aos 40 anos, Paulo Azevedo é orador de sucesso em palestras motivacionais por todo o país, e autor do livro “Não há impossíveis”, já na sua 4ª edição.

“Todos os dias, lembro-me da única frase que a minha mãe disse, ao olhar para mim pela primeira vez, recém-nascido – PODIA SER PIOR”, diz Paulo Azevedo, vezes sem conta, em todas as suas palestras. Um dos maiores atos de coragem que Paulo alguma vez assistiu na sua vida, foi o da sua própria mãe, no momento do seu nascimento. “ Naquele momento destruíram o sonho dela em segundos. Ali, a minha mãe tinha apenas duas opções: ou desistir, ou continuar”. “Podia ser pior”, dizia ela, com um filho nos braços sem pernas e sem braços. Sim, podia ter morrido. Sim, foi um momento de uma imensa coragem!

Hoje, em tempo de pós pandemia, tantas são as pessoas que estão com as suas vidas profissionais e pessoais destruídas. Como é que vai ser a nossa vida? Como vai ser o nosso futuro? São estes os ecos que hoje ressoam por todo o mundo. “Só há dois caminhos a seguir, ou desistir ou continuar a lutar, porque a verdade é que, nós na vida, muitas vezes, escolhemos um caminho e pensamos que é o único. O nosso foco. O nosso objetivo, o nosso sonho. E quando nos deparamos com um obstáculo, baixamos os braços e desistimos, porque pensamos que este obstáculo é difícil de derrubar. Há sim obstáculos que não podemos derrubar, mas não há um único obstáculo em que não podemos dar a volta, passar ao lado, contornar. Agora, mais do que nunca, a decisão é tua, desistir ou continuar a lutar, e lembra-te que o difícil não significa impossível, é continuando que nos tornamos mais fortes”, é esta a resposta de Paulo Azevedo para todas estas inquietudes dos tempos de hoje.

Nada nem ninguém pode travar os nossos sonhos, haverá sempre forma de contornar,  e se não for possível este sonho, transformamos e mudamos o nosso sonho. Mas deixar de sonhar é que não é possível. “Eu tenho muitos sonhos, sonhos pequeninos, que depois junto e faço um sonho muito maior. Mas o meu maior sonho é ser independente em cima das minhas próteses, o máximo de anos possível para continuar a poder lutar por todos os outros sonhos que tenho e um dos maiores é ver os meus filhos felizes e crescer ao lado deles, e que tenham sempre orgulho no pai que têm”, esclarece Paulo Azevedo relativamente à temática da importância dos sonhos nas nossas vidas.

A vida é enriquecedora e com o passar dos anos percebemos o que significa a palavra “sabedoria” e “amadurecimento”, através da experiência vivida fora das nossas zonas de conforto. ”Hoje sinto-me muito mais fortalecido. Na vida temos de falhar muitas vezes para vencermos, eu já falhei muitas vezes e garanto que nunca mais torno a falhar da mesma forma como antes. Então sinto-me mais fortalecido para continuar a vencer. Para continuar a dar a volta aos meus obstáculos”, finaliza Paulo Azevedo.

O objetivo de Paulo Azevedo a curto e médio prazo é continuar a levar as suas palestras motivacionais, quer num contexto empresarial como de outra natureza, ao máximo de pessoas possíveis a nível nacional como internacional, para que os sonhos não deixem de parar na sua vida, e para que a vida de todos passe a não ter limites nem impossíveis.

Obrigada Paulo Azevedo por se ter cruzado na minha vida e na vida de muitos portugueses!

Texto de Anabela Rocha para revista Networking Business Magazine

Paulo Azevedo

919530905

paulitopmsa@hotmail.com

www.pauloazevedo.pt

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

three + 5 =

168FãsCurtir
153SeguidoresSeguir
1,070InscritosInscrever

ÚLTIMOS ARTIGOS